Como funciona o vidro à prova de disparos?

Não há uma resposta simples para esta pergunta. A forma de funcionamento do vidro à prova de disparos depende, em grande parte, do tipo de bala e do princípio de construção do envidraçamento à prova de disparos. O impacto de uma bala sobre um vidro à prova de disparos é um processo físico complexo que ocorre em um tempo muito curto e com grandes forças. Em comparação com metais, madeira ou areia, o vidro tem um comportamento de penetração completamente diferente em relação a balas. O problema está no comportamento de quebra do vidro.



O disparo:
O vidro quebra a uma velocidade muito alta (alguns milhares de metros por segundo),

o que é muito superior à velocidade de uma bala.

O vidro quebra mais rápido do que a bala se movimenta

O vidro quebra a uma velocidade de alguns milhares de metros por segundo. O tiro de um fuzil como a AK47 ou o fuzil NATO G3 tem uma velocidade mais baixa, de até mil metros por segundo.

Isto significa que: o vidro quebra mais rápido do que a própria velocidade da bala. Portanto, as quebras no vidro precedem as da bala. Durante a penetração, a bala só atinge o vidro já destruído. Isto reduz consideravelmente o efeito de retenção do vidro contra as balas. Para contrariar este comportamento, a SILATEC utiliza não apenas vidro, mas também plásticos altamente transparentes, como o policarbonato.

A bala

Em princípio, se aplica: o vidro balístico converte a carga pontual da bala em uma carga superficial para detê-la. Quanto mais o projétil é deformado após o impacto, maior é a sua área de corte transversal. Isto aumenta a saída de energia da bala e consequentemente a desacelera.

Se a bala se deforma, quebra ou se desintegra depende de sua construção e velocidade. As chamadas balas de núcleo duro (balas AP = Armor Piercing) normalmente não se deformam em vidros à prova de balas. No entanto, balas de núcleo macio o fazem. Portanto, as balas Armor Piercing endurecidas são mais difíceis de parar do que as mais macias.

A propósito, diferentes balas podem ser disparadas a partir da mesma arma, com efeitos muito diferentes no painel de vidro à prova de disparos. Portanto, as seguintes perguntas frequentes só podem ser respondidas condicionalmente:

Diferença de balas:
Balas macias deformam.
Balas de núcleo duro, ao contrário, não.

Que
vidro protege contra a Kalaschnikow
AK-47?

Depende muito das munições utilizadas. É disparada com munições de núcleo duro (PA) ou com munições de núcleo macio? O vidro à prova de balas que protege contra munições de núcleo duro é geralmente mais grosso que o vidro que "apenas" detém as munições de núcleo macio. A SILATEC oferece ambas as versões. O tipo SILATEC AK47 NS 36/76 protege contra munições "padrão". E o vidro do tipo SILATEC AK47 NS 62/141 oferece proteção contra munições de núcleo duro (AP).

A propósito, também testamos estes painéis no país de origem da Kalaschnikow na Rússia.

A solução certa para
suas necessidades
Solicitar agora
Teremos prazer em orientar você

Solicitar um teste de segurança

 

Entraremos em contato com você dentro de algumas horas para marcar uma data adequada.

Seus dados serão tratados confidencialmente e não serão repassados a terceiros.

HP

Como se testa um vidro à prova de disparos.

Aqui você descobre como testar um vidro à prova de disparos.

Classes balísticas: EN 1063, Gost, Otan

AK47 contra vidro à prova de disparos

O ângulo de impacto

O ângulo de impacto do disparo sobre o vidro à prova de bala também influencia o efeito protetor do envidraçamento. Resumidamente, se aplica: quanto menor o ângulo de impacto, menos crítico é para o vidro à prova de bala, pois mais material se opõe ao projétil. O vidro à prova de bala recebe a maior carga a um ângulo de 90°, por isso o vidro à prova de bala é normalmente testado a um ângulo de 90° de disparo.

Outro fator decisivo é como e se o envidraçamento à prova de balas estilhaça no lado da defesa - ou seja, no lado da proteção. Portanto, é feita uma distinção entre vidros sem estilhaços (NS = no spall) e vidros com estilhaçamento (S = spall).

O não estilhaçamento (NS) pode ser alcançado com a última " lâmina de vidro" feita de plástico em vez de vidro, idealmente o policarbonato. Outra possibilidade é tornar o envidraçamento à prova de disparos mais espesso para que a bala não quebre a última lâmina de vidro. Mas, mais grosso significa mais peso. O vidro balístico da SILATEC é particularmente fino e pesa 50% menos do que o vidro blindado convencional.

Gostaria de saber mais?


SILATEC ShooteQ

Aqui você descobre tudo sobre
vidro à prova de disparos


Vidro à prova de disparos

Outros produtos

ISOVdSTÜV SüdBeschussamt UlmBeschussamt MünchenG7 GermanyG20 GermanyTU BerlinIfTTU DresdeniwfPfB